Blog > Stories @Axians > Inside job: como progredir na carreira sem mudar de empresa

 É possível progredir na carreira sem virar a vida ao contrário. Estas são as dicas de quem já o fez.

Formou-se em jornalismo, mas cedo percebeu que a área não era para si. Foi em busca de novos desafios como líder de equipas de Vendas, e decidiu recomeçar em Recursos Humanos, onde não tinha qualquer experiência. E fê-lo sem ter de mudar de empresa.

Este é, de forma resumida, o CV da Liliana, colaboradora da área de Tech Talent na Axians. Não que houvesse um grande plano para que assim fosse. As mudanças aconteceram de forma natural. “Comecei a sentir que precisava de algo diferente para manter a motivação em alta e comentei isso ao meu manager. Umas semanas depois, começava nas minhas funções atuais.”

É comum ouvirmos falar de “subir” na carreira. No entanto, progredir na carreira nem sempre significa obter uma promoção ou ascender na hierarquia. Pode assumir várias formas, incluindo receber mais responsabilidade dentro da função que já se possui, mudar para um setor ou área de negócio diferente ou assumir novos desafios. Foi o que motivou a Liliana: “Mudar foi uma forma de evitar ficar demasiado confortável, de continuar a aprender e ganhar novas competências.”

Compensa estar atento a estas oportunidades. Mais de 90% das pessoas querem ficar numa empresa que crie oportunidades de progressão. Mais de metade refere que o desenvolvimento profissional contribui para a sua satisfação profissional. Ter uma carreira profissional desafiadora e bem-sucedida é importante para o bem-estar e sentimento de realização. O crescimento leva a salários mais altos, a novas ligações profissionais e a mais oportunidades – um ciclo positivo que se vai autoalimentando.

No entanto, casos de mobilidade interna na mesma empresa como o da Liliana são ainda a exceção. Em muitos casos, para evoluir é preciso sair. Aliás, a falta de progressão na carreira é mesmo uma das razões que leva mais pessoas a abandonar a sua empresa – mais do que o descontentamento com o chefe ou até a falta de flexibilidade.

Estes dados são ainda mais chocantes quando se pensa que nem 1 em cada 3 empresas considera os seus próprios colaboradores para as vagas que surgem, preferindo contratar fora. Não é um bug, é uma feature: quase 40% das organizações faz uma subcontratação total do processo de recrutamento, o que leva a que se perca a noção do talento interno e da adequação para as novas funções.       

Mas mudar de função sem mudar de empresa tem várias vantagens. Permite evoluir sem ter de lidar com todas as burocracias e a turbulência inerentes à mudança de empregador. Foi precisamente isso que motivou a Liliana: “Há uma mudança e há uma continuidade. Há novos desafios, mas também estabilidade.”

Ajuda ter acesso a diferentes realidades. “O mundo é muito maior do que a função em que se está num dado momento. No meu caso, mudei de funções, mas há quem simplesmente mude de projeto e entre numa realidade totalmente diferente.”

Foi precisamente o que fez o Diogo, também colaborador de Tech Talent. Especialista numa tecnologia muito específica, sentiu que os desafios já não surgiam com a mesma frequência. “Integrei a equipa da Axians porque o sítio em que estava não já me desafiava. Mas, passado cerca de um ano, comecei a sentir outra vez que o projeto estava a cair na rotina. Sentia que já estava tudo feito e que não ia crescer profissionalmente. Pedi ajuda para encontrar algo mais promissor a nível de carreira na mesma área de tecnologia. A minha manager comprometeu-se a encontrar algo e conseguiu-o.”

É importante ir à procura do crescimento. Ser ativo e não esperar na função atual se não estiver motivado. Ser curioso para aprender novos processos ou aprimorar as competências, procurando oportunidades. Esse interesse vai despertar novos interesses. Por vezes, como no caso da Liliana e do Diogo, basta uma conversa informal para pedir ajuda e encontrar algo que motive.

Mas, para isso, é importante estar integrado num ambiente de abertura onde se possa falar abertamente e identificar áreas de melhoria nas quais focar o desenvolvimento profissional. Um local onde se possa aplicar o que aprendeu em projetos, situações e oportunidades futuras. E, claro, ter acesso a uma chefia formada para aceitar que as pessoas mudam. “Há uma resposta rápida da equipa de gestão e o feedback é bem visto, seja ou não possível mudar no momento”, são os fatores que o Diogo mais destaca.

Na Axians, o Diogo e a Liliana não são casos únicos. Tal como eles, muitos outros colaboradores, em conjunto com os seus managers, trabalham todos os dias para encontrar o projeto, o caminho mais indicado para o perfil e objetivos pessoais de cada um. Se também gostavas de trabalhar num ambiente assim, candidata-te a uma das vagas disponíveis.

 

Sobre a Axians

A Axians é a marca do grupo VINCI Energies dedicada à Transformação Digital das empresas portuguesas. Cultivamos uma relação de proximidade, e acreditamos que a tecnologia só faz sentido com um toque humano. Trabalhamos com algumas das maiores empresas nacionais em projetos de cibersegurança, redes empresariais, infraestrutura digital e novas soluções inteligentes.

Sabemos que as pessoas mudam e que é fundamental ter acesso a diferentes caminhos profissionais que acompanhem esse crescimento. Por isso, na área de Tech Talent da Axians os consultores têm acesso a diferentes projetos, oportunidades de formação e culturas desafiantes, para que possam aprender algo novo todos os dias.

 

Sobre a Liliana e o Diogo

A Liliana foi consultora em projetos comerciais na área de Telecomunicações antes de seguir uma nova paixão em Recursos Humanos. O Diogo especializou-se no desenvolvimento de sistemas de IT, numa longa carreira em Tecnologia. Mudaram de área e de projetos para progredir na carreira, em busca dos desafios que os motivam e que lhes permitem exprimir toda a sua criatividade e talento – ou não fizessem parte da equipa Tech Talent, na Axians.

 

Como te podes candidatar

Na Axians, estamos sempre à procura de pessoas com talento e motivação. Se achas que tens o que é preciso, estas são vagas que te podem interessar:

 

  • CHANGE MANAGER: procuramos um profissional para exercer funções de Change Manager, num grande projeto na área da banca. O principal desafio será desenvolver planos de gestão de mudança para projetos e/ou iniciativas de mudança.

  • CYBERSECURITY PRE SALES CONSULTANT: procuras um novo desafio enquanto Pré-Venda na área de cibersegurança e tens experiência na área? Temos a oportunidade ideal para ti.